Comissão de Condições de Trabalho segue com atividades

Primeira reunião da Comissão de Condições de Trabalho com o Executivo, em 20 de junho.

Na assembleia do Sintram/SJ realizada em maio deste ano, foi criada uma Comissão de Condições de Trabalho para discutir com o Executivo de São José sobre assuntos relacionados às condições de trabalho dos servidores municipais, assim como sobre saúde do trabalhador.

A criação dessa Comissão evitou uma iminente greve que aconteceria na data base deste ano. Isso porque, muitos servidores, nesse momento especialmente os da Saúde, têm enfrentado situações de violência física e verbal nas unidades onde atuam devido a falta de profissionais, de materiais, de estrutura e dificuldade de acesso da população aos serviços. Os servidores relatam que acabam sendo considerados culpados pela população por decisões que na verdade pertencem ao governo municipal, como o destino e a gestão de recursos da Prefeitura. Sobre isso, os trabalhadores não exercem qualquer tipo de influência.

Essa Comissão já realizou várias reuniões e considera que qualidade de vida no trabalho está diretamente ligada à saúde e o bem estar geral do trabalhador na execução de suas atividades.

É necessário avaliar coletivamente o motivo do adoecimento dos servidores e a influência do ambiente de trabalho no dia a dia dos trabalhadores. Destaque para o aumento de afastamentos de servidores nos últimos anos por motivos de saúde mental, relativos ao desempenho laboral.

Os membros da Comissão entendem que as discussões sobre Saúde do Trabalhador no município são insuficientes e precisam avançar. É preciso a implementação urgente de um setor específico na Prefeitura, com concurso próprio, para tratar desta questão de forma institucional.

Resistência da Administração

A Comissão de Condições de Trabalho teve sua primeira reunião com o Executivo em 20 de junho, quando foram apresentados diversos pontos, tendo como base sete eixos centrais:

  • Saúde do trabalhador
  • Insalubridade e junta médica
  • Falta de profissionais
  • Falta de materiais
  • Falta de estrutura física
  • Capacitação aos profissionais
  • Violências dentro das unidades

Em seguida reuniões seriam agendadas com cada Secretaria envolvida: Saúde, Educação, Administração e Assistência Social. Os encontros serviriam para discutir condições mais específicas de cada setor. Entretanto, o Executivo recusou-se a receber a Comissão, alegando que não foi esse o entendimento da negociação da data base deste ano, e que conversaria apenas com a direção do Sindicato.

Foram feitas inúmeras tentativas para que o Executivo recebesse a Comissão em todas as reuniões, considerando o entendimento de que são mais legítimos os exemplos da realidade de cada servidor na sua unidade de trabalho. Entretanto, não houve avanço nessa questão.

Diante disso, tendo em vista a importância da continuação, de alguma forma, do diálogo com o Executivo, os membros da Comissão decidiram que o Sindicato irá representar o grupo. Paralelo a isso, os debates e as deliberações continuam ocorrendo na Comissão de Condições de Trabalho.

A primeira reunião entre o Sintram/SJ e Secretaria de Saúde já ocorreu. A próxima reunião agendada é com a Secretaria de Administração. Ainda será definida pelo Executivo uma data para reunião com as Secretarias de Educação e Assistência Social.

O sindicato também tem realizado visita nas unidades para relatar esse trabalho e conversar com todos os servidores.

Sobre agressões

O Sintram entende que a população, assim como os trabalhadores do serviço municipal, é vítima da má gestão dos recursos públicos. Isso acaba por causar a ineficiência e insuficiência de atendimento em serviços básicos, o que gera situações extremas, como agressões contra servidores.

Entretanto, é preciso voltar a atenção aos responsáveis por administrar esses recursos, possibilitando a ampliação do acesso da população aos serviços que necessita. Ao mesmo tempo é preciso ampliar as estruturas de atendimento, de maneira que estejam adequadas a suprir a demanda da população  josefense e garantir a segurança dos servidores.

Se você servidor tem interesse em participar desta Comissão, ou encaminhar algum documento relacionado às condições de trabalho e saúde do trabalhador, poderá fazer por meio do e-mail atendimento@sintramsj-cut.com.br, pelo telefone (48) 3259 7988, ou pelo whatsapp (48) 99178 4532.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*