Mais de 30 mil pessoas pedem Fora Bolsonaro nas ruas de Florianópolis

Presidente nacional da CUT anunciou greve no dia 18 de agosto em defesa dos serviços e dos servidores públicos

No último sábado, 24, as ruas do centro da capital catarinense foram tomadas por manifestantes pedindo Fora Bolsonaro. No início da tarde, no Largo da Alfândega, o #24JForaBolsonaro já dava indícios de que o ato seria gigante em Florianópolis. Mais de 30 mil pessoas saíram em passeata pelas ruas da cidade percorrendo uma das pistas da Beira-Mar, principal reduto da elite florianopolitana, para mandar o recado: o povo não aguenta mais o governo Bolsonaro. A fila de bandeiras e de pessoas com cartazes e faixas ocupou quilômetros da avenida. 

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de São José (Sintram/SJ), Juremi Zanetti, afirmou que as mobilizações que vêm ocorrendo em todo o país expressam a urgência de um novo rumo para o Brasil. “Nossa luta é por vacina para todos, emprego, renda e o fim da miséria. Somente com o fim do governo Bolsonaro conseguiremos agilizar a vacinação e evitar que mais vidas sejam perdidas, como vem acontecendo desde o início da pandemia.”

Durante o ato realizado neste mesmo dia em São Paulo, o presidente nacional da CUT, Sérgio Nobre, anunciou que servidores públicos municipais, estaduais e federais de todo o Brasil farão uma greve no dia 18 de agosto, em defesa dos serviços e dos servidores públicos.

A manifestação do #24JForaBolsonaro é a quarta realizada em todo o Brasil e cidades do exterior exigindo o fim do governo de Bolsonaro. Os protestos iniciaram no dia 29 de maio e seguiram nos dias 19 de junho e 3 de julho.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*