CARTA ABERTA À POPULAÇÃO DE SÃO JOSÉ

Durante a pandemia do novo coronavírus, que ainda persiste, ficou comprovado mais uma vez a importância dos serviços públicos para a população. Uma ampla estrutura que não é feita apenas de prédios e equipamentos, mas também de pessoas. Profissionais que foram, e continuam sendo, responsáveis por salvar vidas.

Depois de meses na linha de frente do combate ao Covid-19, os trabalhadores estão exaustos, física e emocionalmente, e chegam ao final deste ano tão conturbado recebendo um duro golpe da administração Adeliana Dal Pont.

Mesmo sabendo do quanto esses profissionais fazem pela população de São José, a prefeita preferiu terminar seu mandato de maneira vergonhosa, deixando de lembrança somente promessas.

Adeliana está prestes a finalizar sua gestão sem cumprir o acordo firmado com os servidores ainda em março. Mais do que isso: deixa de cumprir a lei ao ignorar o pedido de reposição da inflação, um direito dos trabalhadores. A justificativa de não cumprir os pontos acordados na data-base era de que a pandemia iria afetar a arrecadação do município, o que não ocorreu, tendo margem financeira suficiente para atender o pedido da categoria.

Não bastasse essa demonstração de desprezo pelos servidores, no último dia 2, a Câmara de Vereadores aprovou o projeto enviado pelo próprio Executivo, aumentando em 3% o valor pago pelos servidores à São José Previdência.

Dois golpes brutais naqueles que tanto fazem pela população do município: não recebem a reposição prevista em lei e ainda têm mais 3% de desconto em seus salários.

Os servidores estão em estado de greve. Entretanto, as atividades não serão paralisadas, ainda, em respeito à população, que neste momento tanto precisa dos serviços públicos em razão da pandemia. O intuito também é não prejudicar o término do ano letivo, já tão conturbado para os alunos, pais e trabalhadores da educação.

Porém, está MANTIDO o ESTADO DE GREVE, e os servidores estarão mobilizados no próximo ano, quando inicia também uma nova gestão.

Nenhum direito a menos!
#EmDefesaDeQuemSalvaVidas
#CumpraALeiAdeliana

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*